Halt and Catch Fire é uma série produzida pela AMC, já na sua quarta e última temporada. Cada uma delas conta com dez episódios de 50 minutos e tem no seu elenco Lee Pace (O Hobbit, Pushing Daisies), Scoot McNairy (Batman VS Superman, Argo), Mackenzie Davis (Perdido em Marte, Será que?) e Kerry Bishé (Narcos, Argo).

Ambientada no início dos anos 80, conta, inicialmente, a história de Joe MacMillan, ex executivo da área de vendas da grande IBM, um visionário que acredita que sua grande chance está na ascensão dos computadores pessoais, mercado em constante transformação. É na empresa texana de softwares Cardiff Electrics, que ele inicia a sua busca pelo melhor “PC”, ao lado de Gordon Clark e Cameron Howe. Gordon é engenheiro e está infeliz com seu emprego e os rumos que sua vida tomou. Cameron é um prodígio da computação e  tenta se provar constantemente, num campo dominado por homens. Além deles, um quarto integrante se junta ao grupo no decorrer da temporada. Donna, esposa de Gordon, que também sonhava com uma vida diferente, caso os planos tivessem dado certo. Como em todo bom drama, as parcerias profissionais e pessoais são desafiadas constantemente. Pela ganância, pelo ego, pelo desejo de ser reconhecido. E tudo isso no meio do Texas e dessa nova cultura.

Dentre os temas recorrentes, está o papel da mulher na sociedade dos anos 80 e o que é realmente necessário para ser feliz. A primeira questão é abordada através das personagens Cameron e Donna.

Cameron é uma garota com visual andrógino, tentando se impor na universidade, num curso de engenharia da computação, onde a maioria dos estudantes é homem. Joe enxerga nela o potencial que ele precisa e os skills que ele não tem, para a construção do software do seu novo computador. Donna já é mais velha, mãe e com outras responsabilidades, mas ao mesmo tempo é engenheira de computação e tentou junto ao seu marido Gordon, construir seu próprio computador no final dos anos 70. No decorrer da temporada, ela tem papel fundamental para os planos de Joe McMillan. Cameron e Donna se tornam amigas, mas ao mesmo tempo existe aquela rivalidade, comum quando duas mulheres ocupam lugares de destaque em seriados. Além disso, a diferença de idade e visões de mundo, causam muitos conflitos entre as duas, ao mesmo tempo em que um tipo de sororidade está sempre presente. Elas entendem o mundo em que vivem e o que “ser mulher” quer dizer nesse mundo.

Já para Joe e Gordon, fica a idéia do que é necessário para ser realmente feliz e até onde devemos ir para conseguir nossos objetivos. Joe é carismático e misterioso. Ninguém sabe quais são seus verdadeiros planos. Todos desconfiam dele, mas ao mesmo tempo são atraídos quase inconscientemente por seu magnetismo. Ele busca a grandeza, quer ter seu nome na história e faz de tudo para que isso aconteça, mesmo que não seja dentro da legalidade. Já Gordon está infeliz, num trabalho sem futuro, que não traz nenhuma satisfação, só esperando um pouco de aventura, um escape da vida cotidiana. E é o que Joe traz para ele: novidade, a possibilidade de alcançar o sonho de juventude que foi deixado de lado.

Temos ainda mais um personagem que adiciona a questão da idade e da relevância. John Bosworth é vice-presidente sênior da área de vendas da Cardiff Electrics, quando Joe chega a empresa. É John quem contrata Joe, mas ao mesmo tempo teme que o jeito “novo” de tratar dos negócios, possa trazer malefícios para a empresa na qual trabalha há 20 anos.

Esses personagens combinados trazem um drama de ótima qualidade. Suas histórias se completam e se misturam e cada um deles tem algo a acrescentar (ou não) na vida do outro. Escolhas tem que ser feitas entre eles e o que pode ser bom para um, é traição para o outro. O crescimento desses personagens através do tempo é impressionante. Até chegar um momento onde você não admira mais quem você admirava no começo e vice-versa.

E é dessa forma que a série vai tratando dos mais diversos(e polêmicos) assuntos envolvendo o mundo da computação e tudo à sua volta. O tema LGBT também está presente, mas não é o foco. É inserido com naturalidade na trama. O fato de um dos personagens ser bissexual não interfere no relacionamento com os outros personagens ou no seu objetivo principal.  

E tudo isso acompanhado de uma trilha sonora muito boa e do clima nostálgico dos anos 80 (E mais pra frente, dos 90!)

Se você gosta de séries de época e da história das coisas, é o programa perfeito. E pode ter certeza de que você ouvirá vários nomes familiares durante os episódios.

Ah! E uma curiosidade: Halt and Catch Fire é um antigo comando que fazia o computador entrar num estado de corrida, forçando todas as instruções a competirem por superioridade ao mesmo tempo, tornando impossível a recuperação do controle da máquina.

Assistam a todas as temporadas, vejam o desenvolver dos personagens e depois comparem com essa curiosidade. Mind Blowing.

Boa maratona!!!

 

 

 

 

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial
Facebook
Twitter
YouTube
INSTAGRAM