Sweet Vicious estreou pela MTV no segundo semestre de 2016 e muita gente achou que seria só mais uma história teen do canal, mas a série mostrou logo de cara que vinha para de modo mais direto e sincero falar sobre um assunto muito importante e em evidência hoje em dia. Violência sexual.

A série conta a história de Jules, uma universitária sobrevivente de violência sexual que se torna uma vigilante no campus universitário e começa a caçar abusadores, em um modo de conseguir a própria justiça. Ela conhece Ophelia e as duas formam uma dupla incrível que começa a varrer o ambiente escolar infestado de garotos ensinados a estuprar. Só que mais do que sobre justiça ou vingança contra agressores, a série tratou de cura, da sobrevivência física e emocional de vítimas sexuais. Mostrou que elas não estão sozinhas ou perdidas, que dói e muito, mas que elas tem o direito a recuperação. A personagem de Jules foi tudo isso na primeira temporada.

Só que a MTV parece não ter gostado muito do resultado, da sensibilidade ou talvez dos números e retorno que falar sobre estupro e empoderamento podem trazer, muitas vezes baixos por se tratar ainda de algo delicado a muitos. Se em outro canal disposto a colocar dinheiro na promoção ou com um pouco mais de criatividade Sweet Vicious seria com certeza um sucesso, arrisco até a dizer que no grau de 13 Reasons Why. Mas a série foi oficialmente cancelada, o que é meio revoltante quando você pensa que finalmente alguém teve coragem para falar sobre algo tão importante. Mas a criadora Jennifer Kaytin Robinson falou sobre a esperança de levar sua história para outro lugar.

“O que quer que aconteça com Sweet Vicious, estamos ativamente tentando encontrar outra casa para ela”, disse Robinson à EW. “Nós, como uma equipe criativa e atores, todos nós estamos ficando com o show. Nós amamos o show. Por mais decepcionante que seja essa decisão, nós sempre vamos contar essas histórias e sempre vamos lutar. Esperamos que ninguém tome esta decisão para presumir que suas histórias não importancia, porque isso simplesmente não é verdade. “

Como alguém que assistiu semana após semana, como alguém que acreditou e se apaixonou pela história, pelo espaço dado a vozes que são diariamente silenciadas, espero do fundo do meu coração que Sweet Vicious encontre outra casa, que lhe entenda, que lhe dê valor e condições de levar a série para mais pessoas.

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial
Facebook
Twitter
YouTube
INSTAGRAM