O episódio 4.08 de The Flash faz parte do mega crossover entre as séries de super-herói da CW esse ano. O crossover inicia com Supergirl, passa por Arrow, Flash e termina em DC’s Legends of Tomorrow.

Oops! Sem casamento, ainda, para Barry e Iris. Os nazistas vindos da Terra-X (Que eu achava que era 10 em romano, mas é só X mesmo), invadiram a cerimônia do casal. Também tomaram os S.T.A.R Labs e levaram Flash e companhia para dar uma voltinha. Supergirl ficou. Sua versão malvada precisa de um novo coração e ela foi escolhida como doadora.

O episódio se desenrola entre lá e cá, no melhor estilo CW. Enquanto os heróis principais tentam achar o caminho de volta, Iris, Felicity e os outros meta-humanos aliados tentam se virar para salvar Supergirl e recuperar os STAR Labs. Até somos surpreendidos com o retorno de personagens queridos.

Após escapar do campo de concentração, Flash e os outros são levados a uma base rebelde, que pretende destruir a base nazista. Esta contém uma arma de destruição em massa, além de ser a única maneira dos heróis voltarem a Terra-1. O general rebelde concede uma hora para que Flash, Arrow e os outros tentem retornar à sua terra natal, antes de bombardear a base. Claro, que nada é tão fácil como parece. Na Terra-1, apesar de todos os esforços, Iris e Felicity precisam de uma ajudinha para dar conta de Thawne, Nazi Arrow e Nazi Supergirl.

O episódio é muito bom, mas infelizmente, para se poder fechar a história em uma semana, o tempo que os heróis passam na Terra-X é um tanto curto. Não dá tempo de explorar mais esse universo. Vemos apenas uma parte do lugar, talvez a que importe mais para podermos relacionar o nazismo retratado com o nazismo de verdade. É só o que precisamos saber: eles são nazistas e são maus. Simples.

Um ponto negativo é que, por um momento, parece que o episódio deixa de ser The Flash e se torna Arrow, focando demais em Oliver Queen. A ideia é que os episódios tornem-se uma coisa só, mas você ainda consiga saber em qual série está. Em certos momentos isso não ocorre. É entendível, já que Oliver ocupa um papel de grande destaque nesse crossover, mas acaba ofuscando The Flash. Aliás, parabéns para Oliver Queen, ou melhor, Stephen Amell, que arrasou em todo e qualquer figurino utilizado nesse crossover.

Enfim, conhecemos novos rostos, revemos alguns e ficamos na expectativa do que possa acontecer. A aventura termina com o Professor Martin Stein, metade do Firestorm, ferido e nada resolvido. Eu vi, mas não vou contar aqui não. Para saber mais, assista DC’s Legends of Tomorrow, ep. 4.08.

 

 

 

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial
Facebook
Twitter
YouTube
INSTAGRAM